Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cenas da Vida

E agora também de um Casamento


Quinta-feira, 09.05.13

The Reunion

No sábado passado, reencontrei-me com os meus colegas de turma do 7º ano...ou seja, pessoas que já não vejo há uns 15 anos. O tempo passou, estamos todos diferentes, mas ao mesmo tempo iguais...ainda assim acho que fui a pessoa que mais mudou.

 

Engraçado como nos lembramos todos muito bem de certas situações passadas na altura, como por exemplo naquela aula de português em que a professora se estatelou no chão e ficou um silêncio sepulcral (i.e., esforço enorme para não rir) e, de repente, um colega dá uma gargalhada daquelas. Engraçado como ainda nos desatamos a rir ao falar disto. 

 

Bons velhos tempos

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Maria da Luz às 14:57

Quinta-feira, 11.04.13

Coisas do facebook

O facebook é mesmo qualquer coisa...para além de nos permitir retomar o contacto com long lost friends, ainda nos permite cuscar a vida das pessoas que passaram pela nossa vida e com as quais não mantemos nem pretendemos manter contacto.

 

Como por exemplo o rapaz super giro e sexy de quem gostávamos muito no liceu, que nos deu a entender que gostava de nós mas depois aparece à nossa frente aos beijos e de mãos dadas com outra. Um gozo ver como ele está agora. Cadê o rapaz giro e sexy? Realmente o tempo tem um efeito muito nefasto nalguns rapazes giros e sexies...principalmente nos mauzões...ehehehe.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 11.04.13

O ex

Nasci e vivi durante anos num país estrangeiro. Depois vim para Portugal. Depois conheci o meu primeiro namorado a sério. Que também nasceu e viveu nesse país estrangeiro. Namorámos dois anos. Estivémos separados 5 meses. Voltámos a namorar. Durou 10 meses. Nunca mais nos falámos. Passaram-se 7 anos. Sei que ele, de vez em quando, continua a escrever sobre nós no blog dele. Não acredito que ainda seja amor. Acho que é mais raiva e rancor. Soube há dias que ele emigou, voltou à terra de origem. Não sinto nada por ele. E estou mesmo a ser sincera quando que digo que não sinto nada por ele. Zero mesmo. Nicles. Acho que separarmo-nos foi a melhor coisa que nos aconteceu. Não estava destinado a dar certo. Mas é tão estranho pensar que ele já não vive em Lisboa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Maria da Luz às 12:56

Quinta-feira, 11.04.13

Ausência

Tenho estado ausente porque simplesmente não me tem apetecido escrever. Aliás, não me tem apetecido fazer nada...só olhar para a TV e ver programas parvos para ver se me distraio

Tem sido tudo tão complicado, questionei-me sobre tanta coisa, estive noites a fio sem dormir incerta das decisões a tomar. 

A decisão estava tomada, mas acabei por não a concretizar. De resto, apenas posso dizer que adoptei uma nova postura para enfrentar as adversidades. Cabeça erguida, confiança certa e...se me chatearem muito...adeus até à próxima. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Maria da Luz às 12:48

Segunda-feira, 08.04.13

Lembrete

Tenho de voltar a escrever com mais regularidade no blog!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 31.01.13

Desenhos Animados

No sábado passado, fomos jantar a casa de uns amigos que têm um filho de 3 anos e meio. O miúdo adora ver desenhos animados e fica horas e horas a olhar para o Canal Panda, Disney Júnior e afins.

 

Apercebi-me, às tantas, que muitos dos desenhos animados que passam actualmente na Tv são interactivos: fazem perguntas directamente às crianças que os vêem e incentivam-nas a fazer determinadas coisas. Por exemplo, num dos desenhos que estava a passar na Disney Júnior no sábado, os bonecos andavam à procura de um amigo que andava escondido. Como não o encontravam, perguntaram assim: Sabes onde está o "nome da personagem"? e depois ficaram em silêncio durante uns 10 segundos como que à espera que a criança lhes respondesse. Ou noutro caso em que pediram: grita connosco "hoop hopp hooray". Em ambos os casos, o filho dos meus amigos interagiu com a televisão: primeiro respondeu à pergunta sobre o paradeiro da personagem e gritou com os restantes "hoop hoop hooray".

 

Confesso que esses novos desenhos animados me fazem alguma confusão. Lembro-me perfeitamente dos idosos que falavam com a televisão e ralhavam com os pivôs dos telejornais ou as personagens das telenovelas, porque não percebiam que eles não os conseguiam ouvir. Era preciso explicar que o senhor da televisão não os ouvia.

 

E agora espetamos com estes desenhos animados a crianças de 2, 3, 4 anos, com bonecos que falam com elas, esperam que elas lhes respondam e pedem para fazer coisas em conjunto. Também será necessário explicar-lhes que os bonequinhos não os ouvem, apesar de ficaram calados 10 segundos logo depois de fazerem uma perguntar e agradecerem depois de se lhes responder.

 

Muitos poderão dizer que esses programas são bons porque ensinam as crianças a contar, a falar,a reparar nos pormenores, etc. etc. Pessoalmente, acho que há maneiras melhores de ensinar isso aos filhos. Na minha altura também não havia desenhos interactivos e nem por isso as crianças deixavam de aprender o que era suposto e necessário.

 

E em jeito de despedida

 

 
Não é desenho animado, mas faz recordar a infância :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 24.01.13

ah pois e tal #3

Conversa maluca logo de manhã é que não por favor!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Maria da Luz às 14:39

Quinta-feira, 24.01.13

ah pois e tal #2

Numa profissão em que:

 

- nada é totalmente linear ou exacto

- duas pessoas podem ter entendimentos diferentes sobre a mesma matéria ou interpretações diferentes de uma mesma coisa

 

não há nada pior do que um chefe que não nos deixa pensar por nós mesmos, que acha que tudo tem de ser como ele diz e que opiniões diferentes das dele estão erradas.

 

E tenho dito.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Maria da Luz às 14:34

Quinta-feira, 24.01.13

ah pois e tal

Sinceramente, começo a ficar um pouco farta das maluqueiras das pessoas. Acho que anda tudo louco e que essa loucura toda se deve à conjuntura em que vivemos.

 

Adoro quando uma pessoa corrige um trabalho meu, me manda acrescentar uma frase que ela própria escreveu, eu acrescento, a pessoa muda de ideias em relação a uma palavra que utilizou e prefere utilizar outra que significa no fundo a mesma coisa e me diz, a ralhar:

 

- Tsk, devias ter autonomia suficiente para alterar as coisas quando vês que me enganei.

 

Exemplo concreto

 

Frase acrescentada: Esta é a versão final.

 

Versão final da frase: Esta é a versão definitiva.

 

O que eu deveria ter tido autonomia para fazer: alterar de final para definitiva.

 

Sim, porque eu adivinho que quando a pessoa escreve final numa frase afinal queria dizer definitiva. Ah pois e tal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Maria da Luz às 12:39

Quinta-feira, 24.01.13

É oficial

Trabalho neste sítio há coisa de dois anos e meio. Nestes dois anos e meio já se foram embora 13 pessoas (a maior parte por vontade própria). Neste momento sou a terceira mais velha do escritório fora os patrões. Hoje soube que no final desta semana vai mais uma. Isto revela o quê? Que o problema é das pessoas ou do meu patrão? Ele acha que é das pessoas e mais não preciso de dizer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Maria da Luz às 12:37


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2013

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031